Serviços de Texto

avaliação e revisão

1 – Análise ou leitura crítica

São muitos os aspectos avaliados ao ler um manuscrito que pretendemos publicar. Podemos citar a ideia principal, a lógica interna, vocabulário, como a obra foi desenvolvida, o estilo do autor, ritmo, tempo e espaço, verossimilhança, desenvolvimento de personagens (quando for o caso), pontos fortes e pontos fracos, início e final, apelo comercial, criatividade, originalidade, entre outros.

Esta análise é importante para que o autor possa melhorar os pontos que requerem atenção, corrija eventuais problemas de lógica interna, reconheça e evite vícios de linguagem e de construção do texto. Os autores costumam ter grande ganho na qualidade dos seus escritos a partir do relatório de um profissional competente.

Preparação de texto ou copidesque

Este serviço é muito utilizado em obras que já foram escritas, mas precisam de atenção mais profunda do que uma simples revisão ortográfica. Procura melhorar o estilo, retirar palavras repetidas desnecessariamente, clichês, vícios de linguagem. Organiza o texto, pode sugerir mudanças na estrutura e até retirar partes que comprometem a sua qualidade. É considerada uma intervenção mais profunda no texto, e muito utilizada até por autores consagrados, visto que o estilo e a “voz” do autor são sempre respeitados bem como suas ideias e os argumentos originais.

Revisão ortográfica e gramatical

Ao revisarmos um texto, precisamos sempre considerar a finalidade do autor ao escrever. Diversão, transmitir conhecimento, compartilhar uma história, um trabalho acadêmico? Qual é seu público? O que deseja a partir daquele texto? Transmitir conhecimento, emoção, desenvolver habilidades, ensinar?

Necessidades específicas geram avaliações diferentes, para melhor atender ao cliente, por isso não há um modelo único de avaliação de uma obra.

A revisão ortográfica identifica e corrige erros de ortografia, estilo e gramática, como a concordância, regência,  pontuação, coerência e coesão do texto. Sugere substitutos para ambiguidades de sentido, cacofonias, pleonasmos não intencionais (redundâncias), linguagem rebuscada, afetada ou artificial, entre outros. Este é um serviço essencial para qualquer texto, inclusive aqueles escritos por quem conhece profundamente o idioma. Costumamos dizer que quem escreve nunca deve ser a pessoa que revisa, pois o cérebro se acostuma com o texto, e deixa de ver eventuais correções que são necessárias.